Saiba mais sobre Fadiga e artrite reumatoide: um problema que não pode ignorar (Parte 2)

Posted on

O exame de cintilografia óssea pode ser realizado para alguma região específica ou para o corpo inteiro e, normalmente, o exame dura entre 30-40 minutos.

A técnica se mostrou tão eficaz que pode distinguir casos de fibromialgia, artrite reumatoide e osteoartrite – três doenças que causam sintomas similares. Em alguns casos vários sintomas diferentes podem estar relacionados a uma mesma doença. A maior parte dos pacientes tem a doença limitada às glândulas, mas outras manifestações podem ocorrer em até 40% dos casos. Para isso o médico leva em conta os sintomas e alguns resultados de exames solicitados quando suspeita da doença. Algumas vezes a Síndrome de Sjogren pode ser considerada secundária a outras doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e o lupus. Isso acontece quando um paciente com uma doença principal apresenta sintomas de síndrome seca, por exemplo. •Aspectos radiográficos da coluna podem ser confundidos com a hiperostose esquelética idiopática difusa (DISH ou doença de Forestier), doença não inflamatória que ocorre em indivíduos com mais de 50 anos. Sem tratamento adequado, a doença pode evoluir progressivamente, causando alterações articulares permanentes, como a postura de “esquiador” (flexão do quadril, retificação da coluna). Conhecer os sinais e sintomas da artrite reumatóide juvenil é importante para obter tratamento médico antes da doença progredir.

Quando as doenças da coluna podem aposentar ou gerar auxílio doença?

  • Dieta saudável;
  • Manutenção do peso ideal;
  • Repouso;
  • Fisioterapia;
  • Terapia quente/frio;
  • Cirurgia, nos casos mais graves.

Os sintomas mais comuns desta doença incluem: Complicações da artrite reumatóide juvenil A artrite reumatóide juvenil não tratada pode levar a complicações posteriores.

Em alguns casos, a doença pode causar problemas oculares, tais como dor e alterações da visão. Podem surgir outras complicações, incluindo: Diagnóstico de artrite reumatóide juvenil Um exame físico pode ajudar o médico a diagnosticar corretamente a artrite reumatóide juvenil nos seus estágios iniciais. Os sinais mais comuns da doença podem incluir inflamação, problemas nos olhos e erupções cutâneas. No momento do diagnóstico da artrite reumatóide deve ser diferenciado de outras condições possíveis, o que pode ter sinais e sintomas semelhantes. Devido à ampla gama de sintomas, pode ser difícil diferenciar o lúpus de outras doenças similares. Um exame de sangue pode detectar a presença de anticorpos antinucleares, os quais estão presentes em praticamente todos os indivíduos com lúpus. A doença leve pode exigir pouco ou nenhum tratamento. A combinação de um corticosteróide com um imunossupressor é utilizada mais freqüentemente nos casos em que há uma doença renal ou nervosa grave e no tratamento da vasculite. A síndrome CREST, também denominada esclerose cutânea (esclerodermia) limitada, é uma forma menos grave da doença, com menor propensão a causar lesões graves nos órgãos internos.

Artrite canina: entenda a doença, sintomas, diagnóstico e tratamento. Saiba como a fisioterapia veterinária é importantíssima na recuperação da artrite canina

  • Osteomielite
  • Traumas
  • Doenças vasculares

Entretanto, o exame de detecção de um anticorpo anticentrômero (parte de um cromossomo) pode ajudar na diferenciação entre a esclerodermia cutânea limitada e a forma mais generalizada.

Freqüentemente, a síndrome de Sjögren está associada a outros sintomas mais característicos da artrite reumatóide ou do lúpus eritematoso sistêmico (lúpus). Freqüentemente, os portadores da síndrome de Sjögren também apresentam anticorpos que são mais característicos da artrite reumatóide (fator reumatóide) ou do lúpus (anticorpo antinuclear). Quando os sintomas resultantes da lesão de órgãos internos são graves, a administração de corticosteróides (p.ex., prednisona pela via oral) pode ser muito útil. O fenômeno de Raynaud pode ocorrer muitos anos antes que outros sintomas se manifestem. Quase todos os indivíduos com doença mista do tecido conjuntivo apresentam dores articulares e três quartos deles apresentam inflamação e dor típicas da artrite. Como a doença mista do tecido conjuntivo lesa as fibras musculares, o paciente pode sentir fraqueza e dor muscular, especialmente nos ombros e nos quadris. Em geral, quanto mais avançada estiver a doença e quanto maior for a lesão orgânica, menos eficaz é o tratamento. Nos adultos, essas doenças podem ocorrer isoladamente ou como parte de outras doenças do tecido conjuntivo como, por exemplo, a doença mista do tecido conjuntivo. Sintomas Os sintomas da polimiosite são similares em todas as idades, mas, em geral, a doença evolui de modo mais abrupto nas crianças do que nos adultos.

ARTRITE REUMATÓIDE: UMA BREVE REVISÃO BIBLIOGRÁFICA SOBRE A PATOLOGIA E AS SUAS MODALIDADES DE TRATAMENTO COM ÊNFASE NOS AGENTES BIOLÓGICOS COM ATIVIDADE MODIFICADORA DA DOENÇA

  • Dor nas articulações
  • Rigidez
  • Movimentos reduzidos
  • Articulações quentes e inchadas
  • Vermelhidão na área afectada
  • Erupção cutânea
  • Inchaço dos gânglios linfáticos
  • febres recorrentes

Pode ser necessária a realização de um exame físico e de outros exames para se determinar se o paciente também apresenta um câncer.

Uma biópsia da cartilagem afetada pode revelar alterações características e os exames de sangue podem detectar evidências de uma inflamação crônica. A vasculite não é uma doença e sim um processo patológico que ocorre em algumas doenças auto-imunes do tecido conjuntivo, como a artrite reumatóide e o lúpus eritematoso sistêmico. Sintomas Inicialmente, a doença pode ser leve, tornando- se letal em questão de meses, ou ela pode evoluir de forma imperceptível como uma doença debilitante crônica. O médico suspeita da doença quando a combinação de sintomas e dos resultados dos exames laboratoriais não pode ser explicada de outra maneira. Mesmo com o tratamento, vários órgãos vitais podem deixar de funcionar ou um vaso sangüíneo enfraquecido pode romper. Quase todos os indivíduos afetados podem suspender o uso da prednisona em dois ou quatro anos, embora alguns deles dependam de doses pequenas por mais tempo. Essa doença afeta cerca de um em cada1.000 indivíduos com mais de 50 anos e é um pouco mais freqüente em mulheres que em homens. Alguns pacientes podem parar de utilizar a prednisona após alguns anos, mas muitos necessitam de doses muito baixas durante anos para controlar os sintomas e evitar a cegueira. Essa doença ocorre em qualquer idade, sendo duas vezes mais comum em homens que em mulheres.

Artrite reumatóide atinge normalmente mãos e pés mas também pode causar doenças nas colunas vertebral, lombar e cervical

Sintomas A doença pode começar de modo repentino ou gradual.

A doença pode evoluir para uma fase generalizada (disseminada), com inflamação de vasos sangüíneos de todo o corpo. No entanto, sem tratamento, é mais comum a granulomatose de Wegener evoluir e ela pode ser letal. Um desses exames pode detectar a presença de anticorpos anticitoplasma de neutrófilos, os quais sugerem fortemente a doença. Se o nariz, a garganta ou a pele não forem afetados, o diagnóstico pode ser difícil, pois os sintomas e as radiografias são semelhantes aos de diversas doenças pulmonares. Nos casos mais graves, a coluna vertebral também pode tornar-se inflamada e dolorida. Como esses sintomas podem não surgir simultaneamente, podem ser necessários vários meses para a doença ser diagnosticada. Também pode ser realizada uma biópsia (remoção de tecido para exame ao microscópio) da articulação, com o objetivo de se identificar o microrganismo infeccioso que desencadeou a síndrome. A síndrome de Behçet é uma doença inflamatória recidivante crônica que pode causar feridas recorrentes e dolorosas na boca, bolhas na pele, feridas genitais e inflamação nas articulações. Os sintomas são semelhantes aos de muitas outras doenças, incluindo a síndrome de Reiter, a síndrome de Stevens-Johnson, o lúpus eritematoso sistêmico, a doença de Crohn e a colite ulcerativa.

Quando o indivíduo apresenta uma inflamação grave nos olhos ou no sistema nervoso, pode ser necessário um tratamento com prednisona ou com um outro corticosteróide.

Cintilografia óssea Indicações Doença neoplásica Dor óssea inexplicadaAvaliação tratamento da dor óssea Osteomielite Viabilidade de enxerto ósseo Fratura de estresse Necrose avascular Artrite Fratura oculta Distrofia simpática reflexa 6 Há também artrite das articulações interapofisiarias com a formação de pannus que provoca a erosão da cartilagem e pode ser seguida por anquilose óssea. Alguns casos são muito pouco sintomáticos do ponto de vista da coluna vertebral e podem ser diagnosticados pelas manifestações extra-articulares da doença: uveíte recorrente, insuficiência aórtica e amiloidose. Quando presentes, as manifestações clínicas mais frequentes são dores e deformidades ósseas, que podem se manifestar por fraturas ou compressão de estruturas adjacentes (por exemplo, nervo e vasos sanguíneos). Apesar de não existirem comparações diretas entre calcitonina e bisfosfonados no tratamento da DP, os bisfosfonados alendronato, pamidronato ou risedronato são os mais empregados no controle da atividade da doença. Os principais exames de imagem realizados para o diagnóstico de metástases ósseas são: Exames de raios X regulares podem mostrar sinais de disseminação da doença para os ossos. Neste exame é visualizada a totalidade do esqueleto, e às vezes pode mostrar pontos de metástase óssea que ainda não estão provocando qualquer sintoma. A cintilografia óssea consiste na injeção de uma pequena quantidade de material radioativo na veia do paciente, após algumas horas esse material é atraído pelo tecido ósseo com a doença. O exame de cintilografia óssea pode ser realizado para alguma região específica ou para o corpo inteiro.